4 de fev de 2013

Sobre; Carolina Rodrigues Souza

4 de fev de 2013


Comecei o curso de pedagogia tendo uma visão de fora, olhando para o curso de longe, admirando como se admira uma paisagem, era tudo muito lindo, mas não me tocava não me acrescentava, muito menos me transformava. 

É fato que nossas escolhas tem dois lados, mas quando escolhemos algo e ficamos no superficial surgi mais problemas do que soluções, é o salário que é baixo, e a falta de valorização por todas as partes. Esses problemas me fez refletir sobre o que eu queria; eu podia continuar sendo superficial e me tornar uma profissional frustada e viver de reclamações ou podia agir com o coração e deixar de admirar a paisagem e entrar nela para ajudar construí-lá, agora consigo ver as soluções porque não vejo problemas, só vejo desafios para cumprir. E me deixei ser tocada, a paisagem foi me acrescentando e me transformei;

E assim resolvi me especializar em uma das fases mais fascinantes na vida de um ser humano  e a mais importante também, pois é a fase em que lapidamos nosso caráter, nossos princípios e ainda deixam as melhores lembranças de nossas vidas; Infância!

Acredito na educação, e não vejo outra forma de transformação que não comece pelo educar, a base dessa mudança assim como um todo precisa ser bem conduzida e é para isso que existem educadores. Educador é a profissão base para lapidar vidas, é de uma importância única e de grande responsabilidade, o tamanho dessa responsabilidade é do tamanho dessas vidas que vão passar por nossas mãos; é infinita! E como não se apaixonar por uma profissão tão essencial? A cada descoberta me encanto mais e vejo que esse é o caminho. É o meu caminho!

Ser educador vai além de uma profissão é uma missão, vem da alma!


Carolina Rodrigues Souza





13 Comentários:

  1. Oi Carol!!! Prazer em tê-la no meu cantinho, tb gostei mt do seu, voltarei outras vezes!!!! Volte no meu sempre q desejar!!! Bjos e fica com Deus!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Carol, obrigada pela visita, adorei o seu blog também!!! Assim como você me apaixonei por esta profissão!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol!
    Obrigada pelas vistas e carinho que você demonstrou no blog.Fico feliz e ainda mais por saber que você acredita na educação, apesar dos pesares, como toda profissão tem os prós e os contras.
    Gostei muito do blog e estarei sempre por aqui.
    Ofereço com admiração e carinho o selinho dedicatória que está na barra lateral a esquerda,após link.
    Você merece.
    Beijos e uma ótima semana!Até mais!

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol, lindo o seu trabalho, as coisas feitas com o coração reflete de longe, na maneira de expressar...continue assim e não desista dos seus sonhos que vc vai longe se Deus quiser! Quero agradecer sua visita em meu blog e com certeza minha visita aqui foi para ficar! Eu estou começando agora com os meus artesanatos e foi amor à primeira pintura rs, vamos aprendendo juntas! Bjus Ju

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol (:

    Vim retribuir a visita que você me fez ^^

    Achei muito interessante essa sua visão de deixar de admirar e entrar nela para ajudar a construí-la ( isso da até assunto pra crônica, rs.)

    O seu pensamento do quem sou eu é simplesmente encantador *-*
    Me identifiquei com seu blog e já estou seguindo ;)

    http://meucoracaonacaneta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joilson
      q bom que veio!
      vamos desenvolver essa crônica ;)
      bj

      Excluir
    2. Vamos sim! Assim que tiver alguma ideia te digo ;)

      Excluir
  6. Olá, Carol. Obrigada por prestigiar e participar do meu blog "i-Rita". Também estou participando do seu. Parabéns pelo capricho e organização.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita (:
      Que legal que vcê veio!
      Seja bem vinda :D
      Que bom que gostou!
      Beijo :*

      Excluir
  7. Oi, Carol! Eu sonho com o dia em que todos "acordaremos" e nos dermos conta de que educação mesmo, está aquém da escola. Está dentro de nossas casas, no convívio com os pais e irmão mais velhos, onde nos tornamos observadores do "em torno" e aprendemos com o que vemos. Quando chegamos à escola, é tarde demais para que sejamos educados, se não recebemos exemplo em casa. Então o termo seria ENSINO. Este sim pode ser entregue nas escolas, mas, onde podemos ver mais crianças e jovens MAL-EDUCADOS? Resposta triste: Dentro das próprias escolas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá (:
      Que bela contribuição, disse tudo!
      O educar não é papel somente da escola, mas sim
      de um conjunto, de um todo assim como você disse!
      Comentei já por aqui no blog com uma amiga que ficamos
      pouco tempo com as crianças na escola e muitas vezes
      o trabalho de 4 horas se desfaz com o 'não' educar durante
      o resto do dia!
      Volte sempre, você contribuiu muito para o blog!
      Um beijo :*

      Excluir
  8. Adimiro muito os educadores ainda mais nos dias de hoje.
    Bjinhos gisele www.lojinhamimorosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol, lindo relato e me lembrei da professorinha (gosto do diminutivo carinhoso) da minha Maria do ano passado que como você é apaixonada pela docência infantil. Como você também acredita que a educação é a base de tudo. É uma sonhadora, mas quer colocar em pratica todos os seus sonhos, acreditar em todos eles e transformar pessoas a partir da educação.

    Eu como ela e você, acredito também que só com a educação o mundo ficaria melhor.

    Beijos doces da mãe da Maria...

    ResponderExcluir

Quando você socializa, contribui para enriquecer o texto. Obrigada!
( Respondo seu comentário sempre por aqui ).

 

Diário de Jardineira Todos os Direitos Reservados 2013 Carolina Rodrigues