23 de ago de 2013

O Lúdico

23 de ago de 2013

Hoje vou falar de algo que me interessa muito, e acredito que deva interessar a todos os educadores: o lúdico. 

A palavra lúdico tem origem latina que significa jogo, porém o significado de lúdico evoluiu paralelamente às pesquisas voltadas a entender melhor o universo da educação infantil e hoje não se define apenas pelo ato de jogar, o lúdico vai além, faz parte das atividades essenciais da criança, proporciona momentos de espontaneidade e está longe de qualquer pressão ou avaliação, é um conceito onde somente o sentimento de liberdade permanece. 

O lúdico se caracteriza por ser funcional, satisfatório e espontâneo. Quando digo funcional, é muito interessante citar que não está relacionado apenas a atividades repetitivas sem qualquer objetivo de aprendizagem, muito pelo contrário. O grande barato da ludicidade é promover aprendizagens tanto na fantasia quanto na realidade. Com isso o educador necessita refletir e buscar dentro de si qual é a melhor forma de adaptar o ensino à grande capacidade das crianças na imaginação, na fantasia, na curiosidade, no pulsar da vida. Então é evidente que, para que isso aconteça, a aula ou o ambiente não precisa necessariamente ter jogos nem brinquedos, pois o lúdico não está relacionado apenas a questões externas: não basta apenas o cognitivo, mais sim uma visão mais ampla e justa sobre as limitações e potencialidades dos educandos, é uma atitude que vem de dentro para fora e que para vivenciá-la necessitamos ter muita sensibilidade.

Para entendermos melhor toda essa essência qual o lúdico nos envolve, Freinet define de forma única e bela:

“Um estado de bem-estar que é a exacerbação de nossa necessidade de viver, de subir e de perdurar ao longo do tempo. Atinge a zona superior do nosso ser e só pode ser comparada à impressão que temos por uns instantes de participar de uma ordem superior cuja potência sobre-humana nos ilumina”. (pg.304)



Esse 'tal' lúdico na minha infância tinha outros nomes: ele era o “faz-de-conta”, “de mentirinha”, “de brincadeirinha”, mas uma coisa permanece desde aquela época e que talvez nenhum estudo poderá caracterizar: Impossível descrever a essência dessa magia!





Era uma vez
 E num instante deixa de vez
Tudo pode ser e deixar de ser; toda vez
Imagino, e se fez!
E num piscar de olhos, desfez
Reinvento tudo de uma vez
Depois desfaço tudo que se fez
É a minha vez, ou sua vez?
Era uma vez.
Autora: Carol Souza


Para fazer o texto li um artigo: Conceituando o Lúdico
e estudei na faculdade matéria de: Ludicidade e Educação. 


18 Comentários:

  1. aaah eu amei mesmo foi a poesia, leva jeito em...
    Ela é minha amiga genteeee! (RISOS) pessoa feliz pelo seu sucesso. Beijos, Lud.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que devemos começar em casa a trabalhar com o universo infantil, pois tive três filhos e a que mais tinha imaginação foi a minha caçula, e fez com que toda a família participasse disso, pois a sua imaginação "Carol", era tão contagiante que deixou muitas marcas de felicidade, e graças as boas professoras q teve, vc pode dar continuidade a tudo o que vivenciava em casa...minha peqna q ilumina onde passa...mamãe,te amo!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabénssss !!!!!!!!!!!! Texto muito bom!!!! e o poeminha então? uma gracinha!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Gostei do texto Carol. Você escreve muito bem...meus parabéns! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa!
      Que bom que você veio :D
      Obrigada, espero que os textos
      te ajude de alguma forma!
      Bjs :*

      Excluir
  5. Quando assistia filmes de heróis na infância, depois sempre brincava de reproduzir a história e a atitude dos heróis rs. Vendo esse texto lembrei dessa ligação que a criança tem com histórias, contos e invenções da própria cabeça e como isso realmente ajuda no aprendizado quando 'orquestrado' por um educador flexível. A velha forma quadrada e rígida de ensinar é a pior falha humana.

    (Texto muito bem elaborado e com essa poesia você entrou no seleto grupo de poetas que gosto ;D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dih!
      Fazia a mesma coisa que você e ainda faço, você sabe né! rs
      Muito boa sua contribuição, mas seu elogio não vale! Você é 'café com leite' :P
      Bj :*

      Excluir
  6. Oie, prazer primeira vez aqui e seguindo ^^
    Gostei muito mesmo desse post, gosto de conhecer novas palavras e significado, amei conhecer sobre o lúdico.

    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Máh!
      Que bom que você e que tenha aprendido algo
      novo por aqui!
      Obrigada pela visita
      Bj :*

      Excluir
  7. Oi Carol, muito bacana este post... como professora de Educação Física e mãe de 3 filhotes, tudo que faço acaba sendo lúdico, rsrsrs você escreveu muito bem, parabénsss... beijosss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jane!
      Que legal, o lúdico é uma ferramenta importantíssima para o desenvolvimento.
      Adoro suas contribuições
      Um beijo :*

      Excluir
  8. Olá querida , isso mesmo o lúdico é importante para a aprendizagem e desenvolvimento infantil. Passando para desejar um ótimo final de semana, e uma semana abençoada!

    ResponderExcluir
  9. Carol, obrigada pela visitinha no meu espaço, te espero mais vezes,já conhecia seu trabalho no blog, sou sua seguidora e admiradora a algum tempo. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Muito interessante o texto, apesar de ter uns termos que para quem é leigo fica um pouco difícil entender. Mas no geral deu para acompanhar.
    Parabéns pelo blog, seguindo!!!

    Obrigada por visitar e seguir o meu.
    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi flor ...adorei o texto ...
    Como professora sei a importância do ludico no desenvolvimento da criança ...
    Adorei sua visita ..
    Já era sua seguidora ... e continuarei aqui te visitando sempre ..
    Bjokas Silvana
    http://srxlembrancinhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Quando você socializa, contribui para enriquecer o texto. Obrigada!
( Respondo seu comentário sempre por aqui ).

 

Diário de Jardineira Todos os Direitos Reservados 2013 Carolina Rodrigues